Sofisticados Relações

Quatro apps de relacionamento exclusivos para pessoas ricas

Convidadas

O que é feminismo? O feminismo é um movimento social e político de mulheres e para mulheres que desde o século XIX vem ganhando espaço em todo o mundo, promovendo mudanças políticas e sociais em benefício das mulheres e da sociedade como um todo. Mais à frente os direitos reprodutivos e a luta contra a violência física, sexual e psicológica também se tornaram bandeiras importantes desse movimento. Leia também: Hannah Arendt — biografia da filósofa política que foi perseguida pelos nazistas Conceito de feminismo Feminismo é um movimento social por direitos civis, protagonizado por mulheres, que desde sua origem reivindica a igualdade política, jurídica e social entre homens e mulheres. Mary Wollstonecraft, educadora britânica e precursora do feminismo na Inglaterra. E por que o voto foi a principal bandeira nesse momento? O movimento, inicialmente, era formado por mulheres de classe alta que desejavam igualdade perante os homens de sua classe e por mulheres das classes médias que desejavam o treinamento educacional formal e científico, bem como bons empregos, conforme os homens de sua classe, as chamadas feministas liberais.

Garota procura 439189

Como usar antibióticos racionalmente

Violência Doméstica A violência doméstica abarca comportamentos utilizados num relacionamento, por uma das partes, sobretudo para controlar a outra. Todos podemos ser vítimas de violência doméstica. O que é? O Corrente da Violência Doméstica A violência doméstica funciona como um sistema circular — o chamado Ciclo da Violência Doméstica — que apresenta, regra geral, três fases: 1. Ele a constantemente ignora os seus sentimentos? Goza com as coisas que lhe diz?

1. Raya - o Tinder dos Famosos

Pelo menos na forma como se entendia na Europa. Homens e mulheres viviam em concubinato, amaziados, ou sob diversas outras variantes da vida em universal. Fora dessa minoria absoluta, ninguém casava mesmo. Ajudavam nessa tarefa comadres, tias, avós e vizinhas, numa espécie de maternidade informal e coletiva: todo universo tomava conta de todo mundo. As mulheres acostumaram-se, sem problema algum, a criar os próprios filhos e os de seu marido com outras mulheres, tanto quanto os filhos de outros homens com outras mulheres. Isso aconteceu justamente durante o conflito entre os colonizadores portugueses e a sociedade iniciativo do Brasil. Antes de mais zero, é preciso dizer que os primeiros brasileiros certamente tinham regras sociais, com deveres e direitos muito claros, ditados pela própria comunidade. O problema é que os portugueses eram ignorantes, por assim dizer, do ponto de vista da antropologia. Quebrado em tempos modernos, esse tabu ainda estava por nascer eme até o século XVIII idade difícil achar alguém que se casasse sem antes ter tido relações sexuais.