Sofisticados Relações

Assédio ou paquera? Especialistas comentam situações que mulheres costumam vivenciar

Convidadas

Desde as bruxas perseguidas na idade média, até as sufragistas que foram às ruas para conquistar o direito ao voto, é impossível separar os períodos importantes da humanidade das conquistas feministas que acompanharam o passar dos anos. O combate à estrutura patriarcal é sim muito mais discutido hoje em dia. Para ilustrar a trajetória das feministas até os dias de hoje, nós buscamos marcos importantes na garantia dos direitos das mulheres ao longo da história. A autora Nísia Floresta desafiou as tradições e costumes da sociedade ao publicar seu livro Direitos das Mulheres e Injustiças dos Homens.

Contactar com 468970

Quais os próximos passos?

É preciso muita coragem para enfrentar os próprios preconceitos, medos e insegurança. Qual foi o caminho dos casais que você entrevistou para isso? No início, elas mais do que eles tinham muito medo e preconceitos. Por quê? Inverter esta lógica é questionar a própria lógica reproduzida pela maior peça das mulheres. O que incomoda muito! No início, elas têm muita dúvida, muita insegurança e muito medo.

Precisamos falar ainda mais sobre feminismo

A advogada e mestre em sociologia jurídica Marina Ganzarolli, co-fundadora da Rede Feminista de Juristas, explica como o cerco é visto do ponto de vista jurídico no Brasil: — Tudo que a deixa constrangida pode ser reputado assédio, de forma ampla. Ninguém vai responder isso pela vítima. Ele nunca me fez qualquer avanço, mas me incomoda a maneira como age. Cerco ou paquera? Se ele insistir, acho que passaria de uma paquera a um assédio. Gabriela Moura: Assédio. Por acaso esse colega faz isso com os homens que trabalham com vocês? Iracema Teixeira: O sentimento de mal-estar é o parâmetro para avaliar a existência do assédio.

A descoberta

Encontrei um blog sobre o tema e me identifiquei com o que estava escrito. Foi muito tranquilo me admitir como assexual. Mas nada disso me trouxe respostas definitivas, declara. Isso me fez sentir uma pessoa doente, diz. A Asexual Visibility and Education Network Aven é considerada o maior método de informações sobre o assunto. Doméstica em pelo ativista sexual norte-americano David Jay, a Aven também se tornou uma entidade que luta pelos direitos dos assexuais nos Estados Unidos. Hoje, é considerada a principal entidade que trata sobre o assunto, comenta o psicólogo e educador sexual Breno Rosostolato. Para se ter ideia, o tema passa a ser estudado com restante ênfase nos anos Nele, as pessoas compartilham experiências relacionadas à falta de interesse por sexo e pedem conselhos sobre o assunto.

Homens mais novos mulheres mais velhas: uma feliz combinação

A parentela desempenha um papel decisivo em suas vidas. Assim, os pais influenciam todas as suas decisões. Eles gostam de cozinhar, manter a domicílio limpa e limpa e defender das crianças. Estes trabalhos femininos significam muito para eles. Portanto, os americanos e os europeus encontram que estas mulheres conveniente para o casório. As mulheres latinas fazem parceiros dedicados. Objetivo: o foco é trabalhar um momento de revelações positivo.